CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Cidades Destaques Economia

Sedec aceita compor grupo de trabalho para rastreabilidade bovina

Redação
Redação fev 09

O grupo encabeçado pelo do Imac terá representantes da Sedec, MPF, Acrimat e PCI, mas outras instituições serão convidadas a integrar a equipe

O secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso, César Miranda, recebeu nesta quarta-feira (09.02), o presidente do Instituto Mato-grossense da Carne (Imac-MT), Caio Penido e equipe para tratarem sobre a criação de Grupo de Trabalho (GT) de rastreabilidade bovina.

A proposta inicial é formar o grupo coordenado pelo Imac, mas composto por representantes da Sedec, Ministério Público Federal, Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), e do programa Produzir, Conservar e Incluir (PCI) do Governo do Estado.

Dentre as incumbências do GT estão estudar formas de chegar aos 100% de rastreabilidade do abate direto (boi gordo vendido à indústria), atualmente o percentual de rastreio do setor alcança a marca de 85% e rastrear os bovinos desde o nascimento (bezerros).

“O Imac é uma paraestatal do governo do Estado de referência nacional por conta de ações assertivas como esta. Mato Grosso produz carne bovina altamente sustentável e a rastreabilidade do nascimento ao abate desses animais vai proporcionar mais segurança da origem da carne produzida no Estado ”, destaca César Miranda.

A expectativa é de que seja realizada a primeira reunião dos integrantes do GT ainda este mês.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *