CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Destaques Notícias Polícia

Sargento acusa clube de negligência na morte de sua filha de 12 anos

Redação
Redação abr 18

Após a morte da filha de 12 anos, o 1º sargento da Polícia Militar, Claudiney Neves, se pronunciou dizendo que a morte de sua filha foi por conta da negligência do Clube de Subtenentes e Sargentos, em Cuiabá.

O sargento questiona a administração do clube sobre a falta de salva-vidas no momento em que a filha se afogou. A informação é que o salva-vidas estaria almoçando.

“Como que uma piscina funda não tem salva-vidas presente a todo momento? Todo mundo que trabalha com salvamento, preservação de vidas têm consciência que não pode ocorrer abandono de posto. Isso é negligência”, afirmou.

“Eu deixo aqui a minha nota de repúdio por essa falha de administração e espero que o Exército Brasileiro não seja negligente, que tome as medidas cabíveis e que notifique e responsabilize de quem for a responsabilidade”, pediu.

O afogamento ocorreu na tarde de ontem. Camila Soraya era filha do sargento Claudiney Neves, do Corpo Musical da Polícia Militar.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar, a menina brincava com a irmã quando se afogou. Na ocasião, o salva-vidas do local estava cumprindo o intervalo de almoço.

Duas equipes do Samu foram acionadas, tentaram reanimar a vítima, porém sem sucesso. A Polícia Civil esteve no local e vai investigar as causas do afogamento.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *