CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Cidades Destaques Economia

“SALÁRIO DE JANEIRO PAGO” Mais um compromisso com o servidor público e em respeito a Várzea Grande honrado

Redação
Redação jan 31

PAGAMENTO FOI FEITO DENTRO DO MÊS TRABALHADO E COM RECOMPOSIÇÃO DE 7%, CONFORME ANUNCIADO PELO PREFEITO KALIL BARACAT EM OUTUBRO DO ANO PASSADO

O primeiro salário de 2022 já está creditado nas contas dos servidores municipais de Várzea Grande desde o final da manhã desta segunda-feira, 31 de janeiro. A folha de pagamento foi quitada, e trouxe ainda, além da pontualidade do compromisso, recomposição salarial de 7%. Em outubro do ano passado, o prefeito Kalil Baracat havia feito o anúncio da Revisão Geral Anual (RGA) e ainda em dezembro sancionou a Lei de número 4.864/2021 que garantiu esse adicional aos servidores públicos do município de Várzea Grande.

O ajuste de 7% beneficia os servidores com a alteração das tabelas salariais, exceto aos professores, agentes comunitários de saúde e de endemias, categorias que têm leis próprias, lembrando que os servidores da Educação Municipal também receberam o devido reajuste.
Com a RGA em vigor, a folha salarial de janeiro de 2022, passa de cerca de R$ 31 milhões para pouco mais de R$ 33 milhões.
“Essa é mais uma folha salarial paga dentro do mês trabalhado. Esse compromisso, honrado mês a mês desde a minha posse, há um ano, é a melhor forma de propiciar um planejamento ao orçamento familiar de cada um dos nossos servidores e ainda contribui de forma significativa, para as estratégias de vendas do comércio e da indústria, que pode contar com a circulação de dinheiro na economia local antes da virada do mês. O planejamento ameniza os efeitos dessa pandemia e da disparada de preços”, pontua o prefeito Kalil.
Já na semana passada, assim que retornou das férias, o prefeito se reuniu com sua equipe econômica para elaborar o calendário de pagamento dos servidores em 2022. “Não abrimos não de injetar esses recursos na economia local e nas contas de cada colaborador antes da virada do mês. Receber dentro do mês trabalhado é um dos nossos compromissos com essa categoria. O incremento na folha vai exigir maior eficácia e eficiência da nossa equipe, maior controle de gastos, mas vamos vencer todos os obstáculos, honrando o servidor publico e mantendo o ritmo de investimentos na cidade. Para 2022 projetamos mais R$ 300 milhões em obras de infraestruturas em todas as frentes de necessidade da nossa cidade”.
E NÃO PARA POR AQUI – Mais que a reposição, o prefeito reforça que a partir de fevereiro os servidores terão ainda a atualização de nivelamento de suas categorias, o que diretamente, também corrige o salário e era uma das grandes reivindicações da categoria. “Serão duas alterações que vão se materializar em um salário mais adequado para a nova realidade que enfrentamos”.
Com o nivelamento por tempo de serviço, movimentação dentro do Plano de Carreiras, Cargos e Salários de Várzea Grande (PCCS), algumas distorções funcionais são corrigidas e facilitam o trâmite dos servidores mais antigos que estão prestes a se aposentar.
A secretária de Gestão Fazendária, Lucineia dos Santos Araújo, destaca que o calendário prevê sempre pagamentos dentro do mês trabalhado, “ou seja, o servidor tem sempre a certeza que antes da virada do mês o dinheiro estará em conta. Agora, quando ocorre a antecipação, temos um giro econômico mais rápido na cidade e reafirmamos nosso compromisso com o servidor”.
Conforme a secretaria de Gestão Fazendária, o calendário de pagamentos, serve de referência para “nós, os agentes públicos, e que não deixa de ser uma ferramenta estratégica para o setor comercial e industrial e aos nossos servidores que podem planejar o orçamento doméstico. Felizmente, como fruto de nosso esforço, do nosso cuidado com as finanças municipais, pudemos novamente antecipar a folha e sabemos como esse dinheiro chega em boa hora”.
Já o secretário de Administração, Anderson Silva, pondera que as determinações do prefeito Kalil Baracat, ouvindo a equipe econômica, é promover a recomposição dos salários do funcionalismo público de Várzea Grande, tornando os mesmos mais atrativos para os profissionais que saberão sempre que os salários e vantagens pagas estão dentro da realidade econômica e respeitando os parâmetros e exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF que limita os gastos com salários em 60% das Receitas Correntes Líquidas – LRF para todos os Poderes Públicos Municipais.
“Temos uma missão a ser cumprida que é resgatar os valores dos salários de Várzea Grande e principalmente cumprir com o que preceitua a legislação de atender com os direitos que o funcionalismo público tem de direito”, disse o secretário de Administração de Várzea Grande, Anderson Silva.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *