CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Cidades Notícias Política

PROJETO RECONHECE RODOVIA DO PEIXE COMO TURÍSTICO E CULTURAL EM MT

Redação
Redação out 31

Foi aprovado, em primeira votação, na terça-feira (26), o Projeto de Lei 332/2021, de autoria do deputado estadual Thiago Silva (MDB), que reconhece como de interesse turístico e cultural a “Rodovia do Peixe”, MT-471, no município de Rondonópolis.

O objetivo do projeto é promover e reconhecer as potencialidades turísticas da região da Rodovia do Peixe, que possui sítios arqueológicos, águas termais, cachoeiras, grutas, Rio Vermelho e a Cidade de Pedra. O projeto tem o parecer favorável da Comissão de Indústria, Comércio e Turismo.

“Como filho de Rondonópolis, nosso objetivo é que seja reconhecida a Rodovia do Peixe como interesse turístico e cultural, pois se trata de uma região com grandes belezas naturais e atrai turistas de várias regiões de Mato Grosso e do país. Precisamos fomentar o turismo, a pesca, pensando na preservação nas riquezas naturais e o desenvolvimento econômico da região sudeste de Mato Grosso”, defendeu o parlamentar.

De acordo com a justificativa do projeto, na região há a presença de paredões, fontes termais, encontradas ao final da rodovia, e, inclusive, já foi descoberto poço onde a água extraída chega à temperatura de 49º C.

Se sancionada a lei, o Estado poderá, em parceria com os municípios da região, estabelecer políticas de parceria para manutenção, ampliação e criação de estratégias turísticas para o fomento do local. O projeto segue para a segunda votação no Parlamento estadual.

Rodovia do Peixe – Inaugurada no final do ano de 2009 como uma rodovia voltada à contemplação da natureza e para o turismo, a “Rodovia do Peixe, MT-471” é de extrema importância para o fomento do turismo da região sudeste do Estado de Mato Grosso.

Denominada de Rodovia do Peixe, a MT-471 margeia o Rio Vermelho desde a zona urbana de Rondonópolis até a localidade “Cidade de Pedra”. Considerado um dos pontos turísticos da região, a sua inauguração proporcionou acesso a cachoeiras, grutas, a contemplação dos paredões de pedra, bem como garantiu a prática da pescaria e do turismo.

Por ALMT

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *