CUIABÁ

POLÍTICA NACIONAL

Município de Gaspar, em Santa Catarina, recebe título de Capital Nacional da Moda Infantil

Publicado em

Foi sancionada na quarta-feira (15) a Lei 14.372, que confere o título de “Capital Nacional da Moda Infantil” ao município de Gaspar (SC). Localizada na região do Vale do Itajaí, entre Blumenau e Itajaí, a cidade de Gaspar, apelidada de “Coração do Vale”, tem 62,6 mil habitantes.

A lei teve origem no PL 4.319/2019 e teve parecer favorável do senador Jorginho Mello (PL-SC) na Comissão de Educação (CE). Em 2020, Gaspar também se tornou a Capital Catarinense da Moda Infantil, por meio de lei estadual.

— A pujança desse nicho produtivo reflete-se no fato de que Gaspar apresenta, atualmente, a 15ª maior movimentação econômica de todo o estado — disse Jorginho Mello, que acrescentou já ter morado em Gaspar. O relator afirmou ainda que a criação da “Rota da Moda Infantil” contribuiu para o crescimento expressivo da produção têxtil na cidade.

Gaspar faz parte do polo têxtil de Blumenau e emprega cerca de 8 mil colaboradores no setor, que é responsável por quase 40% do PIB na região. São mais de 870 empresas de confecção, 480 facções (que não possuem marca própria e vendem seus produtos confecções) e ainda 85 empresas de tinturarias, fiações e tecelagem. Cerca de 60% dessas empresas são voltadas para o setor infantil. De acordo com a proposta que virou lei, a produção de moda infantil da cidade de Gaspar corresponde a 50% desses produtos comercializados em todo o Brasil. Só em 2018, foram fabricadas 1,5 bilhão de peças.

Leia Também:  Senado aprova crédito consignado para quem recebe Auxílio Brasil

Por Raíssa Portela, sob supervisão de Sheyla Assunção

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

POLÍTICA NACIONAL

Vera Lúcia, do PSTU, registra de candidatura à Presidência no TSE

Published

on

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu ontem (6) o pedido de registro de candidatura da operária Vera Lúcia, do PSTU, à presidência da República. A candidata à vice-presidência é a indígena Raquel Tremembé.

No pedido de registro, Vera declarou depósito de R$ 8,8 mil em poupança como único item da lista de bens. De acordo com informações do site do TSE, ainda não houve cadastramento da lista de bens de Raquel.

A candidatura do PSTU não tem coligações e o partido não participa de nenhuma federação partidária.

Conforme proposta de governo enviada ao TSE, a chapa do PSTU defende uma “alternativa socialista à barbárie promovida pelo capitalismo”.

O pedido de registro de candidatura na Justiça Eleitoral é o primeiro passo para a oficialização dos nomes dos candidatos que foram aprovados nas convenções partidárias e pretendem concorrer às eleições de outubro.

Oficialmente, a campanha eleitoral, quando os candidatos podem efetivamente pedir votos e divulgar seus números, começa no dia 16 de agosto. O registro no TSE e nos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) deve ser feito até o dia 15 de agosto.

Leia Também:  Anvisa recebe pedido de registro para teste de varíola dos macacos

Edição: Fábio Massalli

Fonte: EBC Política Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA