CUIABÁ

MUNDO

Direito ao aborto: Biden anuncia ações para proteger norte-americanas

Publicado em

source
Medidas anunciadas são reação contre decisão da Suprema Corte dos EUA
Divulgação/Twitter Joe Biden

Medidas anunciadas são reação contre decisão da Suprema Corte dos EUA


O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou na tarde desta sexta-feira (24) ações que seu governo está tomando para proteger as mulheres que enfrentarão as consequências da decisão da Suprema Corte de revogar o direito das americanas ao aborto.

Em comunicado , a Casa Branca explicou que o democrata orientou a Secretaria de Saúde para garantir o acesso das mulheres à pílula abortiva e medicamentos especiais para cuidados da saúde reprodutiva, aprovados pela agência reguladora dos EUA, a Food and Drug Administration (FDA).

“Diante das ameaças de funcionários do estado dizendo que tentarão proibir ou restringir severamente o acesso a medicamentos para assistência à saúde reprodutiva, o presidente orientou o secretário de Saúde e Serviços Humanos a identificar todas as maneiras de garantir que o mifepristone seja o mais amplamente acessível.”

Afirmando que a decisão da SUprema Corte pode ter “consequências devastadoras na vida das mulheres em todo o país”, o governo norte-americano ressaltou que não vai permitir que autoridades estaduais impessam mulheres de viajarem a outros Estados para realizar o aborto.

Leia Também:  BNDES amplia investimento em saúde no Norte e Nordeste

“Se qualquer autoridade estadual ou local tentar interferir no exercício desse direito básico pelas mulheres, o governo Biden combaterá esse ataque profundamente antiamericano.”

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

MUNDO

Funcionário de aeroporto rouba mala com rastreador digital e é preso

Published

on

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple
Divulgação/Apple

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple

O funcionário de uma companhia aérea foi preso sob a acusação de roubar itens de bagagens com valor avaliado em 16,6 mil dólares (cerca de R$ 85,8 mil na cotação atual) em um aeroporto da Florida, nos Estados Unidos . Mas a prisão só aconteceu graças à ajuda de um equipamento eletrônico bem específico. 

Giovanni De Luca, de 19 anos, roubou uma bagagem que continha um AirTag, rastreador digital da Apple criado com o objetivo de encontrar objetos perdidos. A empresa recomenda que ele seja usado exatamente em malas, mochilas e chaveiros. 

De acordo com Gabinete do Xerife do Condado de Okaloosa, o homem natural de Mary Esther, cidade localizada no estdo da Flórida, roubou a bagagem de uma passageira em julho deste ano. Ela relatou que seus pertences, no valor de 1,6 mil dólares (R$ 8,2 mil) nunca chegaram ao seu destino.

Entretando, a mulher revelou à polícia que um Apple Airtag em sua mala apareceu pela última vez como ativo na região de Kathy Court, justamente em Mary Esther.

Os investigadores, então, cruzaram dados dos funcionários do Aeroporto Destin-Fort Walton Beach que moravam nas proximidades de Kathy Court e chegaram até De Luca. 

As investigações concluíram que o rapaz de 19 anos também havia roubado os pertences de um outro passageiro em agosto deste ano. Foram recuperados mais de 15 mil dólares (aproximadamente R$ 77,5 mil) em joias e outros objetos.

“Esta prisão é um exemplo de excelente trabalho em equipe de nossa Unidade de Segurança do Aeroporto, nossos Investigadores e o Aeroporto para encontrar a pessoa responsável por esses roubos e garantir que ele seja responsabilizado”, resslatou Eric Aden, responsável pela investigação, em comunicado divulgado.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Multidão de migrantes tenta entrar em Melilla; 18 pessoas morreram

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA