CUIABÁ

MUNDO

Câmara dos Estados Unidos aprova lei sobre controle de armas no país

Publicado em

source
Homens negros e moradores de comunidades pobres são as principais vítimas da violência por armas de fogo nos EUA
Fernando Frazão/Agência Brasil

Homens negros e moradores de comunidades pobres são as principais vítimas da violência por armas de fogo nos EUA

A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou nesta sexta-feira (24) um projeto de lei bipartidário para aumentar o controle na venda de armas de fogo, especialmente para menores de 21 anos, no país.

A medida, já aprovada pelo Senado, recebeu 234 votos favoráveis e 193 contrários e segue para ser sancionada pelo presidente americano, Joe Biden. Ao todo, 14 republicanos apoiaram o projeto, apesar da pressão para se oporem.

A iniciativa prevê um aumento nos fundos de segurança para escolas e universidades do país e investimentos e recursos para ações em prol da saúde mental, além de incentivos para expandir a verificação de antecedentes para compradores de armas de 18 a 21 anos.

“Esta legislação bipartidária ajudará a proteger os americanos”, disse Biden em comunicado na noite de quinta-feira (23). “As crianças nas escolas e comunidades estarão mais seguras por causa disso”.

Leia Também:  Brasil: Um terço das armas particulares está fora do controle da PF

O projeto de lei também fecha a “brecha do namorado” que proíbe parceiros de namoro condenados por abuso doméstico de comprar armas. No entanto, uma pessoa condenada por uma contravenção pode ser autorizada a comprar uma arma novamente após cinco anos.

O pacote representa uma nova legislação federal mais significativa para lidar com a violência armada desde a proibição expirada sobre armas de assalto em 1994 – embora não proíba qualquer arma e fique muito aquém do que os democratas e as pesquisas mostram que a maioria dos americanos deseja ver.

A pressão para uma maior regulamentação na venda de armas de fogo aumentou nos EUA após o último massacre em uma escola do país. No dia 24 de maio, 21 pessoas – sendo 19 crianças e dois adultos – foram assassinadas por Salvador Ramos, 18 anos, em um colégio primário de Uvalde, no Texas.

Desde então, entidades, celebridades e políticos democratas voltaram a protestar contra a facilidade para adquirir qualquer tipo de arma de fogo nos Estados Unidos.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

MUNDO

Funcionário de aeroporto rouba mala com rastreador digital e é preso

Published

on

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple
Divulgação/Apple

Funcionário de aeroporto roubou mala que tinha rastreador digital da Apple

O funcionário de uma companhia aérea foi preso sob a acusação de roubar itens de bagagens com valor avaliado em 16,6 mil dólares (cerca de R$ 85,8 mil na cotação atual) em um aeroporto da Florida, nos Estados Unidos . Mas a prisão só aconteceu graças à ajuda de um equipamento eletrônico bem específico. 

Giovanni De Luca, de 19 anos, roubou uma bagagem que continha um AirTag, rastreador digital da Apple criado com o objetivo de encontrar objetos perdidos. A empresa recomenda que ele seja usado exatamente em malas, mochilas e chaveiros. 

De acordo com Gabinete do Xerife do Condado de Okaloosa, o homem natural de Mary Esther, cidade localizada no estdo da Flórida, roubou a bagagem de uma passageira em julho deste ano. Ela relatou que seus pertences, no valor de 1,6 mil dólares (R$ 8,2 mil) nunca chegaram ao seu destino.

Entretando, a mulher revelou à polícia que um Apple Airtag em sua mala apareceu pela última vez como ativo na região de Kathy Court, justamente em Mary Esther.

Os investigadores, então, cruzaram dados dos funcionários do Aeroporto Destin-Fort Walton Beach que moravam nas proximidades de Kathy Court e chegaram até De Luca. 

As investigações concluíram que o rapaz de 19 anos também havia roubado os pertences de um outro passageiro em agosto deste ano. Foram recuperados mais de 15 mil dólares (aproximadamente R$ 77,5 mil) em joias e outros objetos.

“Esta prisão é um exemplo de excelente trabalho em equipe de nossa Unidade de Segurança do Aeroporto, nossos Investigadores e o Aeroporto para encontrar a pessoa responsável por esses roubos e garantir que ele seja responsabilizado”, resslatou Eric Aden, responsável pela investigação, em comunicado divulgado.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo.  Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Leia Também:  Multidão de migrantes tenta entrar em Melilla; 18 pessoas morreram

Fonte: IG Mundo

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA