CUIABÁ

MATO GROSSO

Segunda-feira (20): Mato Grosso registra 749.227 casos e 14.957 óbitos por Covid-19

Publicado em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (20.06), 749.227 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.957 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Dos 749.227 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.001 estão em isolamento domiciliar e 728.640 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 56 internações em UTIs públicas e 57 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 57,14% para UTIs adulto e em 11% para enfermaria adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (134.755), Várzea Grande (53.433), Rondonópolis (44.267), Sinop (34.158), Tangará da Serra (23.867), Sorriso (23.221), Lucas do Rio Verde (23.103), Primavera do Leste (22.218), Cáceres (17.044) e Alta Floresta (16.868).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  97% dos pacientes em UTIs de MT não tomaram todas as doses da vacina contra a covid-19

Cenário Nacional

No domingo (19.06), o Governo Federal confirmou o total de 31.704.193 casos da Covid-19 no Brasil e 669.065 óbitos oriundos da doença. Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados desta segunda-feira (20.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

Leia Também:  Governo de MT investe R$ 236 milhões na construção e reforma de escolas de Cuiabá e Várzea Grande

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

MATO GROSSO

Dona Eulália responde ao Censo 2022 no 1º dia da coleta em Cuiabá

Published

on

A Unidade Estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em Mato Grosso visitou Eulália da Silva Soares, conhecida como Dona Eulália, 88 anos, dona do bolo de arroz mais famoso de Cuiabá, no bairro da Lixeira, na manhã da segunda-feira (01-08), para aplicar o questionário do Censo 2022.

A octogenária –que tem oito filhos, 21 netos e 34 bisnetos e é um dos ícones da cuiabania por compartilhar seus quitutes com a população há mais de 60 anos – foi uma das primeiras mato-grossenses a responder à pesquisa no primeiro dia de coleta em todo o país. A bisneta Karen Gabriele de Moura ajudou a Dona Eulália a responder a algumas perguntas.

Em Mato Grosso, cerca de 3.000 recenseadores vão atuar no Censo, com 135 postos de coleta espalhados por 38 subáreas coordenadas por 17 agências do IBGE, para fazer a coleta domiciliar nos cerca de 1 milhão de domicílios nos 141 municípios. A estimativa é de que sejam contabilizados mais de 3,6 milhões de habitantes no estado.

Leia Também:  Covid-19: Brasil tem 20,1 mil novos casos e 94 óbitos em 24 horas

No Censo 2022, há dois tipos de questionário: o básico, com 26 quesitos, leva em torno de 5 minutos para ser respondido. Já o questionário ampliado, com 77 perguntas e respondido por cerca de 11% dos domicílios, leva cerca de 16 minutos. A seleção da amostra que irá responder o questionário ampliado é aleatória e feita automaticamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC) do recenseador. Todas as informações coletadas no Censo são confidenciais, protegidas por sigilo e usadas exclusivamente para fins estatísticos, conforme estabelece a legislação pertinente: Lei nº 5.534/68, Lei nº 5.878/73 e o Decreto nº 73.177/73. Já a Lei nº 5.534, de 14 de novembro de 1968, dispõe sobre a obrigatoriedade de prestação de informações estatísticas.

RECENSEADORES PODEM SER IDENTIFICADOS PELA INTERNET OU POR TELEFONE  – Para ser recenseador do IBGE, após a aprovação no processo seletivo, é preciso ainda fazer um treinamento específico, com etapas à distância e presencial. Só depois de aprovados no treinamento os recenseadores estão aptos a cumprir sua função de visitar os lares brasileiros.

Leia Também:  Sine MT oferta 3 mil vagas de emprego em 27 municípios

Eles estarão sempre uniformizados, com o colete do IBGE, boné do Censo, crachá de identificação e o DMC. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site Respondendo ao IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. Ambos constam no crachá do entrevistador, que também traz um QR code que leva à área de identificação no site. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.

Em Mato Grosso, os moradores têm a opção de ligar para o telefone 190 da Polícia Militar para confirmar que se trata realmente de um recenseador. A medida é possível devido à parceria entre a UE-MT e a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (SESP-MT), por meio do Ciosp (Centro Integrado de Operações da Segurança Pública)

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA