CUIABÁ

MATO GROSSO

Batalhão de Trânsito fiscaliza 760 veículos e prende seis pessoas no feriado prolongado

Publicado em

O Batalhão de Trânsito Urbano e Rodoviário da Polícia Militar de Mato Grosso fiscalizou 760 veículos e prendeu seis pessoas em flagrante por embriaguez ao volante e direção perigosa, durante a Operação Corpus Christi, deflagrada entre os dias 16 e 19 de junho. No período, também foram registrados o total de 395 Autos de Infração de Trânsito (AIT).

Durante a operação, foram realizados 148 testes de etilômetro, que resultaram na prisão em flagrante de cinco condutores pelo crime de alcoolemia. Além disso, nove motoristas foram autuados por alcoolemia e outros quatro autuados por se recusarem a realizar o teste de etilômetro e estarem em visível estado de embriaguez.

Ao longo da operação, o policiamento foi realizado com 38 pontos de barreiras e bloqueios, e 87 pontos demonstrativos do BPMTran, nas rodovias Emanuel Pinheiro (MT-251), que liga a Capital à Chapada dos Guimarães; Helder Cândia (MT-010/Estrada da Guia), Palmiro Paes de Barros (MT-040), que liga Cuiabá ao município de Santo Antônio do Leverger), assim como também na rodovia MT-130, no entroncamento entre as cidades de Primavera do Leste e Rondonópolis. 

Leia Também:  Nota MT realiza mais um sorteio nesta quinta-feira (14)

Ainda, entre as aplicações de AIT, 92 foram pelo transporte irregular de crianças (Art. 168); 48 pela falta de uso de cinto de segurança (Art. 167) e 48 pelo uso de celular ao volante (Art. 252). Também houveram 23 registros por uso de som automotivo irregular (Art. 228); 23 por ultrapassagens em locais proibidos (Art. 191 e 293-V); 21 por situação irregular com a carteira de habilitação (Art. 162-I); e duas infrações por escapamento de veículo irregular (Art. 230-XI).

Entre as medidas restritivas aplicadas estão o recolhimento de 20 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs), 11 recolhimentos de Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos (CRLV) e seis remoções de veículos.

Os policiais do Batalhão de Trânsito também registraram cinco acidentes, sendo três onde os veículos envolvidos apenas sofreram danos materiais e dois casos onde houve o registro de vítimas feridas.

Em um dos casos, na tarde deste domingo (19), um homem veio a óbito após colidir sua motocicleta em um veículo, na rodovia MT-251. A vítima estava em alta velocidade e não conseguiu concluir uma curva, vindo a colidir frontalmente com o carro.

 
Fonte: GOV MT

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

MATO GROSSO

Dona Eulália responde ao Censo 2022 no 1º dia da coleta em Cuiabá

Published

on

A Unidade Estadual do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em Mato Grosso visitou Eulália da Silva Soares, conhecida como Dona Eulália, 88 anos, dona do bolo de arroz mais famoso de Cuiabá, no bairro da Lixeira, na manhã da segunda-feira (01-08), para aplicar o questionário do Censo 2022.

A octogenária –que tem oito filhos, 21 netos e 34 bisnetos e é um dos ícones da cuiabania por compartilhar seus quitutes com a população há mais de 60 anos – foi uma das primeiras mato-grossenses a responder à pesquisa no primeiro dia de coleta em todo o país. A bisneta Karen Gabriele de Moura ajudou a Dona Eulália a responder a algumas perguntas.

Em Mato Grosso, cerca de 3.000 recenseadores vão atuar no Censo, com 135 postos de coleta espalhados por 38 subáreas coordenadas por 17 agências do IBGE, para fazer a coleta domiciliar nos cerca de 1 milhão de domicílios nos 141 municípios. A estimativa é de que sejam contabilizados mais de 3,6 milhões de habitantes no estado.

Leia Também:  Servidores da Sefaz criam site que informa se CPF está vinculado a empresas

No Censo 2022, há dois tipos de questionário: o básico, com 26 quesitos, leva em torno de 5 minutos para ser respondido. Já o questionário ampliado, com 77 perguntas e respondido por cerca de 11% dos domicílios, leva cerca de 16 minutos. A seleção da amostra que irá responder o questionário ampliado é aleatória e feita automaticamente no Dispositivo Móvel de Coleta (DMC) do recenseador. Todas as informações coletadas no Censo são confidenciais, protegidas por sigilo e usadas exclusivamente para fins estatísticos, conforme estabelece a legislação pertinente: Lei nº 5.534/68, Lei nº 5.878/73 e o Decreto nº 73.177/73. Já a Lei nº 5.534, de 14 de novembro de 1968, dispõe sobre a obrigatoriedade de prestação de informações estatísticas.

RECENSEADORES PODEM SER IDENTIFICADOS PELA INTERNET OU POR TELEFONE  – Para ser recenseador do IBGE, após a aprovação no processo seletivo, é preciso ainda fazer um treinamento específico, com etapas à distância e presencial. Só depois de aprovados no treinamento os recenseadores estão aptos a cumprir sua função de visitar os lares brasileiros.

Leia Também:  Novo Batalhão da PM traz segurança aos moradores e empresas do Distrito Industrial de Cuiabá

Eles estarão sempre uniformizados, com o colete do IBGE, boné do Censo, crachá de identificação e o DMC. Além disso, é possível confirmar a identidade do agente do IBGE no site Respondendo ao IBGE ou pelo telefone 0800 721 8181. Ambos constam no crachá do entrevistador, que também traz um QR code que leva à área de identificação no site. Para realizar a confirmação, o cidadão deve fornecer o nome, matrícula ou CPF do recenseador.

Em Mato Grosso, os moradores têm a opção de ligar para o telefone 190 da Polícia Militar para confirmar que se trata realmente de um recenseador. A medida é possível devido à parceria entre a UE-MT e a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (SESP-MT), por meio do Ciosp (Centro Integrado de Operações da Segurança Pública)

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA