CUIABÁ

GERAL

Livro traz aplicação de 150 espécies nativas da flora brasileira

Publicado em

Com mais de 150 espécies nativas da Região Norte com valor econômico atual ou com potencial e que podem ser usadas de forma sustentável na produção de medicamentos, alimentos, aromas, condimentos, corantes, fibras, forragens como gramas e leguminosas, óleos e ornamentos, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) lançou o livro Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Norte.

A quarta publicação da série Biodiversidade está disponível a todos gratuitamente em versão digital, no site do MMA. O livro teve a colaboração e o esforço de 147 renomados especialistas de universidades, instituições de pesquisa, empresas e ONGs do Brasil e do exterior.

“Dentre os resultados práticos esperados com o livro podemos citar a difusão e ampliação do uso sustentável de espécies amazônicas na gastronomia regional e nacional; o incremento do interesse em pesquisas, o desenvolvimento e a inovação, inclusive por meio de programas de melhoramento genético vegetal voltados à obtenção de cultivos de frutas da Amazônia em plantios comerciais”, destacou o Ministério.

Ainda segundo a pasta, outro ponto relevante de contribuição do projeto é a criação de cadeias produtivas e de valor para plantas frutíferas, medicinais e oleaginosas amazônicas, com foco nos mercados nacional e internacional.

Leia Também:  Motoristas e cobradores aprovam greve de ônibus em São Paulo

“É a ciência trazendo conhecimento da biodiversidade brasileira. O Brasil é um país super biodiverso, mas pouco conhecido, e esse livro vem mostrar a quantidade de oportunidades econômicas. Você olha aqui plantas que pouca gente conhece, mas é utilizada na região. A região utiliza de forma correta, mas o Brasil ainda não, e nem a indústria”, ressaltou o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite.

Série Biodiversidade

Os livros da série Biodiversidade vem sendo construídos desde 2004. Volumes dedicados às regiões Sul, Centro-Oeste e Nordeste já foram publicados.

As publicações da série levam em conta que a biodiversidade brasileira, composta por mais de 46 mil espécies vegetais conhecidas, representa um imenso potencial de uso, apesar de ainda ser pouco reconhecida e subutilizada.

Edição: Maria Claudia

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

GERAL

Frente fria traz chuva e ondas de até 3 metros no fim de semana do Rio

Published

on

Frio, chuva e ondas de até 3 metros de altura. Essa é a previsão do tempo para o fim de semana da capital Rio de Janeiro. Segundo o Alerta Rio, a aproximação de uma frente fria a partir da noite de hoje (18) deve fazer as temperaturas entrarem em declínio acentuado. De hoje para amanhã, a previsão é de queda de 12 graus na temperatura máxima. 

Amanhã, a máxima não deve passar de 22 graus, com mínima prevista de 14 graus. O céu estará encoberto, com chuva fraca a moderada a partir da manhã e ventos moderados a fortes ao longo do dia. 

No sábado (20), após a passagem da frente fria, os ventos úmidos vindos do oceano manterão o tempo instável. A previsão é de céu nublado a encoberto, com chuva fraca a moderada em qualquer momento. Vai ficar mais frio, com os termômetros marcando entre 12 graus e 20 graus. 

No domingo, a previsão é que a temperatura fique entre 11 graus e 21 graus. O céu deve ficar mais limpo, de nublado a parcialmente nublado, mas ainda há previsão de chuva isolada durante a madrugada. 

Leia Também:  Lei declara Tancredo Neves como Patrono da Redemocratização Brasileira

Na segunda-feira (22), haverá redução de nebulosidade e não há previsão de chuva. A máxima deve atingir os 23 graus e a mínima 10 graus. 

Aviso de ressaca

Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro

Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro – Tomaz Silva/Agência Brasil

A Marinha do Brasil antecipou o alerta de ressaca para o litoral carioca, previsto inicialmente para ocorrer a partir das 21h de hoje, para esta tarde. Desde as 15h estão previstas ondas que podem atingir até 3 metros de altura.  Mesmo na parte da manhã, já era possível ver as ondas quebrando próximas ao calçadão da Praia de Copacabana, em alguns trechos da orla. A ressaca deve durar até as 21h de sábado. 

Durante o período, a prefeitura do Rio recomenda que a população evite tomar banho de mar em áreas que estejam em condição de ressaca, a prática de esportes no mar, trafegar de bicicleta na orla caso as ondas estejam atingindo a ciclovia e permanecer em mirantes na orla ou em locais próximos ao mar. Pescadores devem evitar navegar durante o período de ressaca. Em caso de acidentes, a recomendação é não entrar no mar para resgatar as vítimas e acionar imediatamente as equipes do Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro

Mar toma faixa de areia na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro – Agência Brasil/ Tomaz Silva

Ventos fortes

Está previsto para amanhã a ocorrência de ventos moderados a fortes no Rio. Hoje, de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), já foram registradas rajadas de vento forte na cidade, com velocidade de até 67 quilômetros por hora (km/h). 

Segundo o Alerta Rio, os ventos moderados são aqueles com intensidade entre 18,5 km/h e 51,9 km/h e podem levantar poeira e pequenos papéis, mover galhos de árvores e o guarda-chuva começa a ser usado com dificuldade. Os ventos fortes têm intensidade entre 52 km/h e 76 km/h e são capazes de balançar grandes árvores e quebrar galhos. 

*Estagiária sob supervisão de Vitor Abdala

Edição: Aline Leal

Fonte: EBC Geral

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA