CUIABÁ

EDUCAÇÃO

Reuni Digital vai oferecer mais de 5 mil vagas para ensino superior

Publicado em

O Ministério da Educação (MEC) lançou hoje (20) o Programa para Expansão da EaD nas Universidades Públicas Federais – Reuni Digital. Durante a cerimônia de lançamento em Brasília, o secretário de educação superior destacou que, além de ampliar o acesso, o programa pretende fomentar a permanência dos discentes na educação superior, por meio da educação a distância (EaD).

Vagas

No total, segundo o MEC, serão ofertadas 5.020 novas matrículas por ano. Durante a cerimônia, o ministro da Educação, Vitor Godoy, assinou uma portaria com autorização para criação de 152 novos cargos de docentes no programa. Eles vão atuar em 14 cursos de graduação. Os cursos virtuais serão ofertados no âmbito das universidades federais em diferentes regiões do país.

Segundo o ministro, o programa pretende ampliar o acesso e a permanência dos estudantes na educação superior pública, por meio da educação a distância, e assegurar a qualidade da oferta. 

Também estão entre as metas do programa, a ampliação da participação proporcional de grupos desfavorecidos na educação superior; a consolidação e ampliação de novos programas e ações de incentivo e mobilidade estudantil; a institucionalização dos programas de educação a distância; e a capacitação de professores, técnicos de informática e técnicos administrativos para atuar com educação a distância.

Leia Também:  Estudantes poderão escolher duas áreas de conhecimento para cursar em 2023

PNE

Outro objetivo do Reuni Digital é contribuir para o alcance das metas do Plano Nacional de Educação (PNE), em destaque a meta 12, que estabeleceu em 33% o percentual de matrículas para a população de 18 a 24 anos (taxa líquida) e em 50% para a população em geral (taxa bruta) até o ano de 2024. O programa prevê que seja assegurada a qualidade da oferta e expansão para, pelo menos, 40% das novas matrículas, no segmento público.

Coletânea

Além do projeto-piloto do programa, foi apresentada uma coletânea de cinco estudos desenvolvidos ao longo de dois anos pela Secretaria de Educação Superior (Sesu) e o portal do Reuni Digital. O MEC ressalta que projeto já consolidou o Diagnóstico da EaD no Brasil, com foco no cenário atual da EaD no país; o Benchmarking Internacional, a fim de revelar as políticas, estratégias e ferramentas em EaD de alguns países, de modo a contribuir para orientação de futuras práticas no plano de expansão brasileiro.

Os estudos também trazem a Análise dos Desafios para a Expansão da EaD no Brasil; o Plano de Expansão da EaD para estabelecer os objetivos, metas e ações articuladas visando a consolidação da proposta de expansão; e o Monitoramento do Plano, um documento voltado ao acompanhamento dos desdobramentos e avaliação dos resultados do Reuni Digital.

Leia Também:  CDL Cuiabá lança edição Aprendiz do projeto Despertar

Edição: Lílian Beraldo

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

EDUCAÇÃO

Senac Mato Grosso qualifica mais de 6,6 mil pessoas no 1º semestre

Published

on

Referência em Educação Profissional, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial em Mato Grosso (Senac-MT) formou, no primeiro semestre deste ano, 6.604 jovens e adultos para o mercado de trabalho. Cursos nos segmentos de Produção de Alimentos, Beleza, Gestão, Tecnologia da Informação e Idiomas lideram o ranking de formação profissional, conforme balanço divulgado pela instituição nesta quarta-feira (10).

Ao todo, foram 78 títulos de cursos ofertados em 13 áreas de atuação. Os cursos que mais formaram profissionais foram os de ‘Produção de Pães Doces e Salgados’, ‘Preparo de Bolos e Tortas, ‘Design de Sobrancelha com Henna’, ‘Técnicas de Depilação’, ‘Embelezamento das Mãos e dos Pés’, ‘Aprendizagem Profissional de Qualificação em Serviços Administrativos’, ‘Informática Básica (Windows, Word, Excel, Power Point e Internet)’, ‘Língua Brasileira de Sinais (Libras)’, ‘Assistente Administrativo’ e ‘Qualidade no Atendimento ao Cliente’.

Segundo o diretor regional do Senac-MT, Carlos Rissato, a expectativa é de que, até o final de 2022, mais de 15 mil alunos sejam formados nos cursos técnicos e de formação inicial e continuada da instituição. “Atualmente, temos quase 5 mil alunos ativos em sala de aula e firmamos parceria com a Prefeitura de Cuiabá para oferta de 1.200 vagas gratuitas no programa ‘Qualifica Mulher’ e outras 1.400 vagas, também na gratuidade para os alunos, pelo programa ‘Qualifica Juventude'”, enumera o dirigente.

Leia Também:  Alunos da rede municipal de ensino participam do projeto ‘Movimenta’

Ele evidencia ainda um outro projeto do Senac-MT em negociação com o governo do estado, por meio da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc-MT), que irá atuar junto aos postos de atendimento do Sine (Sistema Nacional de Emprego). “Deverão ser abertas mais de 1.000 vagas com acompanhamento do Sine em todo o estado. Vamos olhar os tipos de profissionais mais demandados na plataforma e oferecer treinamentos para preenchimento dessas vagas, desenvolvendo trabalhadores aptos e habilitados para atuar no comércio de bens, serviços e turismo”, explica Rissato.

PRESENÇA – O Senac-MT possui Centros e Núcleos de Educação Profissional (CEPs e NEPs) em sete municípios – Cuiabá, Rondonópolis, Tangará da Serra, Sorriso, Barra do Garças, Colíder e Primavera do Leste. E, a partir desses polos, atendeu 138 das 141 cidades mato-grossenses, entre os meses de janeiro e junho deste ano, alcançando quase a totalidade do território do estado (97,87%).

“Nossa presença tem como marca a inovação, a excelência de produtos e serviços e a inclusão social, mas também uma atitude empreendedora e sustentável. O Senac-MT está se colocando a serviço da sociedade e das comunidades, democratizando o acesso à educação profissional de qualidade, alinhado aos propósitos da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC)”, destaca o presidente do Sistema Fecomércio-MT, José Wenceslau de Souza Júnior.

Leia Também:  Em busca de novas oportunidades, estudantes retomam estudos pela EJA do Sesi MT

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA