CUIABÁ

ECONOMIA

Petrobras: Conselho adia para 2ª reunião para avaliar troca no comando

Publicado em

source
Caio Paes de Andrade é a indicação do governo Bolsonaro para a presidência da Petrobras
Michel Jesus / Câmara dos Deputados

Caio Paes de Andrade é a indicação do governo Bolsonaro para a presidência da Petrobras

O presidente do Conselho de Administração da Petrobras, Marcio Weber, disse que vai convocar uma reunião extraordinária do Conselho de Administração na segunda-feira (27) para avaliar a nomeação de Caio Paes de Andrade para comandar a estatal.

O Comitê de Elegibilidade (Celeg) da Petrobras está reunido na tarde desta sexta-feira para avaliar o nome de Caio Andrade para comandar a estatal. A previsão, segundo Weber, é que a reunião acabe no fim da tarde de hoje.

“A reunião da Celeg deve terminar só no fim da tarde de hoje. E os Conselheiros ainda terão que avaliar. Então, vou convocar a reunião para segunda-feira”, disse Weber.

Havia uma previsão de que o Conselho se reunisse ainda hoje para chancelar o nome de Andrade, segundo fontes. A convocação deve ser enviada aos membros do colegiado entre o fim de hoje e o fim de semana. A previsão é que a reunião seja marcada para as 11h.

Leia Também:  Inflação e dívidas devem ficar mais altas no próximo ano, prevê IFI

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

Segundo essas fontes, a previsão é que o nome de Caio tenha “conformidade foi positiva.

O Celeg é parte do Comitê de Pessoas (Cope) da Petrobras, responsável por analisar informações e requisitos dos indicados pelo governo para exercer cargos na estatal.

Segundo um executivo, embora haja “alguns pontos” controversos no currículo de Andrade para atender aos requisitos necessários, segundo as regras de governança da estatal, eles “não constituem impeditivo”.

O atual secretário de Desburocratização do Ministério da Economia vai assumir a empresa no lugar de José Mauro Ferreira Coelho que renunciou aos cargos de presidente e conselheiro na última segunda-feira. Até a aprovação formal, que tem um longo trâmite burocrático, a estatal segue comandada interinamente por Fernando Borges, diretor de Exploração da companhia.

Leia Também:  Argentino El Turco é demitido do comando técnico do Atlético-MG

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Pesquisa aponta otimismo em níveis pré-pandemia, em Cuiabá

Published

on

O segundo semestre de 2022 começou com bons indicadores da pesquisa que monitoram a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) em Cuiabá. O índice de julho atingiu 81,1 pontos, nível 4,7% superior ao verificado no mês anterior e 21% maior que o apontado em julho do ano passado. Além disso, a pontuação voltou a registrar índice pré-pandêmico, depois de contabilizar o sétimo mês consecutivo de aumento no indicador.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisada pelo Instituto de Pesquisa e Análise Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT) mostra, ainda, que o índice já acumula alta de 11,1% de janeiro a julho, o que revela um cenário positivo em relação ao consumo para o segundo semestre do ano.

O presidente da Fecomércio/MT, José Wenceslau de Souza Júnior, também destaca a melhora da pesquisa, visto o aumento da geração de emprego no País. “Uma das causas para o crescimento contínuo da pesquisa tem a ver com o maior número de pessoas empregadas, que já soma um saldo de 1,3 milhão de novos trabalhadores em todo o País com carteira assinada e dispostas a consumir”.

Leia Também:  CCJ adia votação de PEC que permite a parlamentar assumir comando de embaixada

Entre os subíndices avaliados na Capital, a maioria apresentou um resultado positivo na variação mensal, com destaque no indicador da Perspectiva do Consumo e o Nível de Consumo Atual, com 11,9% e 8,6% de aumento, respectivamente. Entretanto, o único subíndice que apresentou variação negativa foi o de Compra a Prazo (Acesso ao Crédito), registrando uma variação mensal de -2,8%, podendo estar relacionado à alta da taxa de juros.

“Começamos o segundo semestre de 2022 com muito otimismo, tendo em vista que desde janeiro só registramos crescimento no Índice de Intenção de Consumo das Famílias e em julho já batemos recorde no ano. Isso demonstra que mesmo com os fatores externos influenciando a economia e a alta da taxa de juros, o consumo continua animado na Capital mato-grossense”, explicou Wenceslau Júnior.

Segundo o IPF/MT, o ICF da Capital está acima da média nacional, que registrou 80,7 pontos, que também vem acumulando consecutivos aumentos. “Ou seja, mesmo com a pesquisa sendo realizada na Capital somente, é possível ver os sinais de crescimento no consumo em todo o Estado”, concluiu o presidente da Fecomércio/MT se referindo às operações de crédito no Estado para pessoas físicas, que chegou a mais de 103 bilhões em abril de 2022, segundo o Banco Central.

Leia Também:  Pesquisa: refeição sem carne é 60% mais barata que com proteína animal

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA