CUIABÁ

ECONOMIA

Na mira do governo, Petrobras paga R$ 8,8 bi à União nesta segunda

Publicado em

source
Na mira do governo, Petrobras paga R$ 8,8 bi à União nesta segunda
Ivonete Dainese

Na mira do governo, Petrobras paga R$ 8,8 bi à União nesta segunda

A Petrobras deposita nos cofres da União nesta segunda-feira (20) R$ 8,8 bilhões, referentes ao pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) de R$ 1,857745 por ação ordinária e preferencial em circulação,  anunciados em 05/05/2022. 

Esta é a primeira parcela de um total de R$ 32 bilhões que o governo deve receber como acionista majoritário da empresa. 

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG 

A Petrobras vem sendo criticada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL), que promete instalar uma CPI para investigar ganhos e despesas dos diretores e do presidente da estatal ainda nesta segunda-feira (20). O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, apoia a ideia. 

Bolsonaro participou neste sábado (18) de um culto em Manaus e declarou “guerra à Petrobras”. O presidente também classificou como “inadmissíveis” os lucros da estatal.

Leia Também:  Câmara suspende votação da PEC Eleitoral após 'apagão' no sistema

“Todo munto aqui tá sentindo o peso da inflação. Combustíveis, já estão sabendo da guerra que estamos ‘traçando’. Conversei ontem com o líder do governo e com o presidente da Câmara para a gente abrir uma CPI segunda-feira (20), vamos pra dentro da Petrobras”, declarou. 

“Nas leis das estatais está definido o papel social. Ninguém quer interferir nos preços, mas esse lucro abusivo a sua diretoria e seu presidente poderiam resolver”, criticou. 

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (17) um novo reajuste nos preços dos combustíveis. A partir de hoje a gasolina sobe nas refinarias de R$ 3,86 para R$ 4,06 por litro, um aumento de 5,18%. Com o diesel, o preço por litro terá alta de R$ 4,91 para R$ 5,61, o que equivale a um reajuste 14,26%.

O aumento gerou reações políticas, já que Bolsonaro tenta descolar sua imagem da inflação de dois dígitos a menos de cem dias das eleições. 

Leia Também:  Porto dos Gaúchos suspende expediente nesta quarta-feira

A resposta do Congresso ao reajuste no preço dos combustíveis anunciado pela Petrobras na sexta-feira (17), ignorando apelos do presidente Jair Bolsonaro e do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), será ampliada e intensificada hoje numa ofensiva capitaneada pelo Centrão, o grupo de partidos que sustenta o governo na Câmara.

Entenda todas as frentes abertas em Brasília em resposta à Petrobras.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Brasil é 1º no ranking mundial de crescimento das compras online

Published

on

Com a pandemia e as lojas físicas fechadas, as vendas online cresceram significativamente em todos os países do mundo.

A grande surpresa, é que especialmente no Brasil, o aumento foi ainda mais significativo. O país que lidera o ranking de crescimento das vendas online, com 22,2% no ano de 2022, e um crescimento estimado de 20,73% ao ano, entre 2022 e 2025.

É o que revela um estudo divulgado pela CupomValido.com.br, plataforma de cupons de descontos online, com dados da Statista sobre as vendas no e-commerce.

De acordo com o estudo, o Brasil possui uma expectativa de crescimento quase duas vezes maior que a média mundial (11,35%), e acima até de países como o Japão (14,7%), o Estados Unidos (14,55%) e a França (11,68%).

Por que o e-commerce no Brasil cresce tanto?

Dois fatores foram cruciais para influenciar o forte crescimento das vendas online no Brasil.

A pandemia é um dos primeiros fatores, pois com as lojas físicas fechadas, fez com que diversos brasileiros passassem a realizar sua primeira compra online. Ao encontrar facilidade na compra, métodos de pagamento instantâneos (como o PIX), e entregas rápidas (diversas lojas com entregas em 1 dia útil), muitos deles se tornaram consumidores recorrentes.

Leia Também:  Comissão de juristas da Lei do Impeachment retoma trabalhos nesta sexta

Um segundo fator, é que o índice de penetração de compras online, ainda é relativamente baixo no Brasil.

Segundo a pesquisa, no Reino Unido, 84% das pessoas realizaram pelo menos uma compra nos últimos 12 meses. Nos Estados Unidos e no Japão, em ambos os países a taxa foi de 77%. E na Alemanha, foi de 74%.

Como boa parte da população, principalmente destes países desenvolvidos, já realiza frequentemente compras online, a taxa de crescimento em potencial tende a ser menor nos próximos anos.

Em contrapartida, no caso do Brasil, apenas 49% da população realizou ao menos uma compra online no último ano. Isto explica o potencial significativo de crescimento que o Brasil ainda possui, ao comparar com os outros países.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA