CUIABÁ

ECONOMIA

Empresa transforma desafios da inclusão digital em soluções inovadoras

Publicado em

source

É fato que a digitalização da economia é um caminho sem volta. A pandemia de Covid-19 não só ofereceu perspectiva, como acelerou essa tendência. Celebrando 20 anos de atuação, a RV Digital , um dos grandes expoentes em matéria de transações digitais no Brasil, demonstra compreensão singular desse momento, catapultando sua posição estratégica em parceria com  grandes empresas, como Google, Apple, Uber, iFood, PlayStation, Spotify, Xbox, Netflix e Sky e as principais operadoras de telefonia.

O CEO da RV Digital Valmor Bosi
Divulgação/ RV Digital

O CEO da RV Digital Valmor Bosi

“O mercado está cada vez mais ‘fidigital’”, observa o CEO da RV Digital, Valmor Bosi. Para ele, a chave do sucesso da empresa, que consolidou um portfólio plural, rico e inovador, está na percepção de que por mais que haja aceleração digital, o mercado físico sempre vai existir e, consequentemente, terá muita demanda. “O pequeno varejo tem uma função muito importante na maior parte do território nacional, por isso nós precisamos ofertar cada vez mais produtos que possam contribuir para manter essas lojas rentáveis e relevantes para as economias locais, nas mais de 4 mil cidades que já estamos presentes”, completa Bosi.

Bosi não está sendo modesto. A RV Digital está presente em todos os estados do País, em mais de 130 mil pontos de venda, com um ecossistema completo para a geração de negócios e apoio aos pequenos e médios varejistas, que inclui a comercialização de serviços e produtos pré-pagos e financeiros.

Leia Também:  TCU vai apurar denúncia contra Pedro Guimarães, ex-presidente da Caixa

Para reforçar essa presença na rede de pontos de vendas físicos, a RV Digital criou o RV Point: “um conceito diferenciado para lojas parceiras RV Digital espalhadas por todo o Brasil, com identidade visual própria e portfólio completo, tornando-se um centro de conveniência para o público consumidor e aumentando a nossa relevância para o ponto de venda, que tem a oportunidade de ampliar o seu fluxo de pessoas e criar mais linhas de receitas”, explica o CMO e CPO da RV Digital, Luis Fernando Carvalho.

A empresa aposta na estratégia de multicanalidade para garantir a acessibilidade e comodidade de seus clientes e parceiros também no meio digital oferecendo o RV Point App, aplicativo que leva o ponto de venda para a palma da mão do consumidor, e o RV Hub, um avançado marketplace de APIs, que reduz a necessidade de programação, agiliza e facilita a integração das soluções da RV Digital na plataforma dos potenciais clientes, acelerando a geração de receita de fintechs, comerciantes e outras empresas com venda digital.

Para Henrique Lima, CTO da empresa, o diferencial dos APIs da RV Hub é “a experiência que proporcionamos aos desenvolvedores, onde em algumas semanas, ou até mesmo dias, é possível integrar e comercializar os produtos da RV, facilitando e agilizando todo o processo de negociação”.

Maquininha da RV Digital: soluções inovadoras
Divulgação/RV Digital

Maquininha da RV Digital: soluções inovadoras

Leia Também:  Proposta transforma parque em Santa Catarina em floresta nacional

Qualquer empresa, seja ela brasileira ou não, pode se conectar ao hub para oferecer produtos e serviços digitais para todo o mercado. Autonomia, multicanalidade e conectividade podem até não ser um mantra, mas ajudam a dimensionar uma organização que entende o mercado em que atua e, fundamentalmente, compreende que para avançar é preciso unir forças e não alienar setores que na teoria, e apenas na teoria, ficaram para trás.

Uma metodologia tão dinâmica e fruída não nasce da noite para o dia. A cultura inovadora se constrói em laboratório. Quase que literalmente! “O RV LAB é uma unidade de negócios multidisciplinar que concebe e executa novas ideias”, explica Carvalho sobre a incubadora de novos produtos e aprimoramento de soluções pré-existentes. “Formamos diferentes squads com componentes de diversas áreas da Cia, que trazem diferentes visões e abordagens sobre os temas discutidos”, complementa o CMO.

Com essa estratégia, a companhia registrou 300mm de transações em seu ecossistema, que geraram um volume de vendas de R$5,4 bilhões em 2021. A expectativa da RV é crescer, no mínimo, 20% ao ano, até 2025.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Pesquisa aponta otimismo em níveis pré-pandemia, em Cuiabá

Published

on

O segundo semestre de 2022 começou com bons indicadores da pesquisa que monitoram a Intenção de Consumo das Famílias (ICF) em Cuiabá. O índice de julho atingiu 81,1 pontos, nível 4,7% superior ao verificado no mês anterior e 21% maior que o apontado em julho do ano passado. Além disso, a pontuação voltou a registrar índice pré-pandêmico, depois de contabilizar o sétimo mês consecutivo de aumento no indicador.

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) e analisada pelo Instituto de Pesquisa e Análise Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT) mostra, ainda, que o índice já acumula alta de 11,1% de janeiro a julho, o que revela um cenário positivo em relação ao consumo para o segundo semestre do ano.

O presidente da Fecomércio/MT, José Wenceslau de Souza Júnior, também destaca a melhora da pesquisa, visto o aumento da geração de emprego no País. “Uma das causas para o crescimento contínuo da pesquisa tem a ver com o maior número de pessoas empregadas, que já soma um saldo de 1,3 milhão de novos trabalhadores em todo o País com carteira assinada e dispostas a consumir”.

Leia Também:  Proposta transforma parque em Santa Catarina em floresta nacional

Entre os subíndices avaliados na Capital, a maioria apresentou um resultado positivo na variação mensal, com destaque no indicador da Perspectiva do Consumo e o Nível de Consumo Atual, com 11,9% e 8,6% de aumento, respectivamente. Entretanto, o único subíndice que apresentou variação negativa foi o de Compra a Prazo (Acesso ao Crédito), registrando uma variação mensal de -2,8%, podendo estar relacionado à alta da taxa de juros.

“Começamos o segundo semestre de 2022 com muito otimismo, tendo em vista que desde janeiro só registramos crescimento no Índice de Intenção de Consumo das Famílias e em julho já batemos recorde no ano. Isso demonstra que mesmo com os fatores externos influenciando a economia e a alta da taxa de juros, o consumo continua animado na Capital mato-grossense”, explicou Wenceslau Júnior.

Segundo o IPF/MT, o ICF da Capital está acima da média nacional, que registrou 80,7 pontos, que também vem acumulando consecutivos aumentos. “Ou seja, mesmo com a pesquisa sendo realizada na Capital somente, é possível ver os sinais de crescimento no consumo em todo o Estado”, concluiu o presidente da Fecomércio/MT se referindo às operações de crédito no Estado para pessoas físicas, que chegou a mais de 103 bilhões em abril de 2022, segundo o Banco Central.

Leia Também:  Mais inclusão: adolescentes participaram da I Olímpiadas do Sistema Socioeducativo de Mato Grosso

 

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA