CUIABÁ

ECONOMIA

Cerca de 15 mil milionários devem deixar a Rússia, diz Reino Unido

Publicado em

source
Rublo russo
Pixabay

Rublo russo

Cerca de 15 mil milionários russos devem deixar o próprio país nos próximos meses, disse o ministério da Defesa do Reino Unido.

A continuidade do conflito com a Ucrânia e a imposição de sanções tem provocado um êxodo entre os ricos do país:

Entre no canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia. Siga também o  perfil geral do Portal iG

“Pedidos de imigração sugerem que 15 mil milionários russos já estão tentando deixar o país”, disse o ministério, em nota: “O ceticismo em relação à guerra é, muito provavelmente, forte nas elites russas e oligarcas. Se este êxodo continuar, os danos a longo prazo na economia da Rússia vão piorar.”

Nesta sexta-feira (17), o presidente francês, Emannuel Macron, visitou Kiev em companhia do chanceler alemão, Olaf Scholz, e do primeiro-ministro italiano, Mario Draghi. O trio de líderes europeus defendeu a entrada da Ucrânia na União Europeia.

A entrada da Ucrânia no bloco foi um dos temas principais da conversa do presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, com os líderes europeus, já que a UE deve decidir ainda nesta semana se concederá ao país o status de candidato oficial ao ingresso. Durante a visita, Scholz confirmou que o presidente ucraniano aceitou participar da próxima cúpula do G7, no final de junho, na Baviera.


COMENTE ABAIXO:
Advertisement

ECONOMIA

Brasil é 1º no ranking mundial de crescimento das compras online

Published

on

Com a pandemia e as lojas físicas fechadas, as vendas online cresceram significativamente em todos os países do mundo.

A grande surpresa, é que especialmente no Brasil, o aumento foi ainda mais significativo. O país que lidera o ranking de crescimento das vendas online, com 22,2% no ano de 2022, e um crescimento estimado de 20,73% ao ano, entre 2022 e 2025.

É o que revela um estudo divulgado pela CupomValido.com.br, plataforma de cupons de descontos online, com dados da Statista sobre as vendas no e-commerce.

De acordo com o estudo, o Brasil possui uma expectativa de crescimento quase duas vezes maior que a média mundial (11,35%), e acima até de países como o Japão (14,7%), o Estados Unidos (14,55%) e a França (11,68%).

Por que o e-commerce no Brasil cresce tanto?

Dois fatores foram cruciais para influenciar o forte crescimento das vendas online no Brasil.

A pandemia é um dos primeiros fatores, pois com as lojas físicas fechadas, fez com que diversos brasileiros passassem a realizar sua primeira compra online. Ao encontrar facilidade na compra, métodos de pagamento instantâneos (como o PIX), e entregas rápidas (diversas lojas com entregas em 1 dia útil), muitos deles se tornaram consumidores recorrentes.

Leia Também:  Dia dos Pais deve incrementar em 18% as vendas no comércio da Capital

Um segundo fator, é que o índice de penetração de compras online, ainda é relativamente baixo no Brasil.

Segundo a pesquisa, no Reino Unido, 84% das pessoas realizaram pelo menos uma compra nos últimos 12 meses. Nos Estados Unidos e no Japão, em ambos os países a taxa foi de 77%. E na Alemanha, foi de 74%.

Como boa parte da população, principalmente destes países desenvolvidos, já realiza frequentemente compras online, a taxa de crescimento em potencial tende a ser menor nos próximos anos.

Em contrapartida, no caso do Brasil, apenas 49% da população realizou ao menos uma compra online no último ano. Isto explica o potencial significativo de crescimento que o Brasil ainda possui, ao comparar com os outros países.

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA