CUIABÁ

Carros e Motos

Ferrari irá adaptar fábrica para produzir carros elétricos e híbridos

Publicado em

source
Ferrari 296 GTS é o mais recente modelo híbrido da Ferrari, que tem sede em Maranello (Itália)
Divulgação

Ferrari 296 GTS é o mais recente modelo híbrido da Ferrari, que tem sede em Maranello (Itália)

A Ferrari é uma das fabricantes mais conhecidas no mundo, e vem lentamente aderindo à eletrificação de seus veículos. Agora, fontes da Itália afirmam que a fabricante irá expandir sua estrutura para permitir a produção veículos eletrificados.

Segundo o portal Bloomberg, a Ferrari comprou terrenos em Maranello (Itália) para criar uma terceira linha de produção, e também um centro de Pesquisa e Desenvolvimento para a fabricação própria de baterias.

Hoje a Ferrari produz dois modelos híbridos, o SF90 e o 296 que vêm com motores elétricos voltados para aumentar a performance do veículo e são considerados híbridos leves , devido à pequena capacidade das baterias.

Esse investimento da Ferrari  está ligado à chegada do primeiro veículo elétrico da fabricante de Maranello, esperado para ser lançado em 2025. Esse carro também poderá derivar outros modelos híbridos da marca.

Leia Também:  Vibra investe em rede de carregadores elétricos em postos Petrobras

Recentemente a Ferrari nomeou Benedetto Vigna como seu novo CEO,  para liderar a reestruturação da companhia, Vigna trabalhava em uma empresa italiana de michochips e semicondutores e traz conhecimentos importantes nessa área fundamental para os carros atualmente. 

A Bloomberg afirma que a Ferrari irá apresentar seus planos de expansão de negócios para os próximos quatro anos no dia 16 de junho, durante um evento voltado para os acionistas da marca de Maranello.

Pouco se sabe sobre o futuro elétrico da Ferrari , já que a companhia consegue segurar seus segredos, mas segundo patentes vazadas, terá quatro motores elétricos, um em cada roda e será um esportivo de apenas dois lugares.

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

Carros e Motos

Mini traz 15 unidades da série Pat Moss Edition do John Cooper Works

Published

on


Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em  uma prova de rali
Divulgação

Nome de Pat Moss é uma homenagem a piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em uma prova de rali

A Mini anuncia que vai trazer ao mercado brasileiro a série especial do John Cooper Works batizada de Pat Moss, em homenagem à piloto britânica que deu à Mini sua primeira vitória em um rali internacional, há 60 anos.

De acordo com a fabricante inglesa, o modelo tem apenas 800 unidades espalhadas em todo o mundo, sendo que apenas 15 serão destinadas para pré-venda no Brasil ao preço de R$ 318.390 , com as primeiras entregas programadas para setembro. 

Disponibilizada na cor Preto Midnight para a carroceria e teto multitone de três cores (Preto Jet, Cinza Melting e Vermelho Chili), o hatch agrega faixa branca no capô além da assinatura da Pat Moss no para-choque dianteiro. 

Leia Também:  Renata Brás se inspira em personagem da "Praça" para produzir monólogo

Por dentro, além da assinatura da piloto, há também sistema de som da renomada Harman/Kardon , head up display , painel digital, central multimidia touchscreen de 8,8 polegadas e sistema de navegação integrado.

O motor é biturbo de 2,0 litros de quatro cilindros de 231 cv e torque de 32,63 kgfm e a transmissão de 8 velocidades. Segundo a fabricante, de 0 a 100 km/h são feitos em 6,1 segundos e a velocidade máxima é de 246 km/h.

Pat Moss e a navegadora, Ann Wisdom venceram no Rally de Monte Carlo em 1964, 1965 e 1967 e décadas depois, a vitória geral no Paris-Dakar quatro vezes seguidas (2012 e 2015), além de mais duas gerais (2020 e 2021).

Fonte: IG CARROS

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA