CUIABÁ

BRASIL

Com ferro em brasa, jovem marca 22 de Bolsonaro na pele

Publicado em

source
Adolescente de 17 anos marcou o número de Jair Bolsonaro com ferro em brasa
Reprodução

Adolescente de 17 anos marcou o número de Jair Bolsonaro com ferro em brasa

Um adolescente de 17 anos usou um ferro em brasa para marcar o número 22, legenda do partido do presidente Jair Bolsonaro (PL) na pele. O objeto é normalmente utilizado para marcar bois em fazendas.

Ao site local RDNews, a mãe de Guilherme Henrique Moreira Santos, Layane Moreira, afirmou que ele foi desafiado por amigos durante um leilão de gado em Mirassol D’Oeste, cidade que fica a 297 km de Cuiabá. Eles acompanhavam o pai do adolescente, coordenador do evento, que angariava fundos para o Hospital de Amor de Barretos.

“Guilherme estava trabalhando na equipe de manejo do gado. Meu filho tem um grupo de amigos de esquerda e ele se sentiu desafiado. E, como é um menino bem rústico e corajoso, pediu para um menino carimba-lo. Um não aceitou, mas o outro sim e fez a marca”, contou ela.

A mãe afirma ter levado um susto quando viu o que o jovem tinha feito. Guilherme foi levado ao médico, foi medicado, e a ‘ferida’ já está cicatrizando. A foto viralizou após Layane enviar para uma amiga. De família bolsonarista, “católica e muito religiosa”, ela afirma que conversou com o filho e que recebeu muitas críticas.

Com a foto, eles esperam que Guilherme possa realizar o sonho de conhecer o presidente. “Ele é apaixonado pelo Bolsonaro. E por isso fez. Mas, agora a ferida já está cicatrizando, um pouco dolorosa. Mas está bem. Não briguei, porque ele é um bom menino. No momento lá, falei e e daqui a 4 anos? Não sabemos o quem vem por ai. Vai que não é mais o Bolsonaro ou se ele mudar de partido? Mas brigar não. Já está feito”, conta ao veículo.

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

BRASIL

Polícia prende homem acusado de pedofilia e estupro no Rio de Janeiro

Published

on

O mandado foi expedido após investigação conjunta com o Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal
Reprodução / Polícia Civil 09/08/2022

O mandado foi expedido após investigação conjunta com o Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal

Agentes da 18ªDP (Praça da Bandeira) cumpriram mndado de busca e apreensão e prisão temporária contra um homem acusado de pedofilia e estupro, nesta terça-feira (9), em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. O mandado foi expedido após investigação conjunta com o Grupo de Repressão a Crimes Cibernéticos da Polícia Federal.

Identificado como Felipe Santana da Cruz, de 23 anos, o homem confessou ter estuprado três dolescentes, além de armazenar conteúdo pornográfico infantojuvenil em seu aparelho celular. Ele estava sendo monitorado pela Delegacia-Geral de Crimes da Capital por meio da rede mundial de computadores.

O trabalho de investigação foi feito em parceria com a Delegacia da Polícia Federal do Rio de Janeiro e o Serviço de Repressão aos Crimes de Ódio e a Pornografia Infantil (Sercopi) da Polícia Federl em Brasília, responsável por compartilhar as informações e dados que levaram à prisão de Felipe.

Leia Também:  Polícia do Paraná indicia bolsonarista por homicídio qualificado

O material foi compartilhado pela Polícia Federal com os agentes treinados da 18ª DP, que deram cumprimento às ordens judiciais expedidas com base na representação da distrital, se dirigiram à Baixada Fluminense, no município de Nova Iguaçu, prenderam o investigado e apreenderam seu aparelho celular para análise.

Felipe Santana da Cruz será encaminhado para a Audiência de Custódia e responderá pelos crimes de estupro de vulnerável, produção de cena de sexo envolvendo criança e armazenamento de material contendo pornografia infantojuvenil.

Entre no  canal do Último Segundo no Telegram e veja as principais notícias do dia no Brasil e no Mundo. Siga também o  perfil geral do Portal iG.

Fonte: IG Nacional

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA