CUIABÁ

AGRO & NEGÓCIOS

Produtores se reúnem na Acrimat e apresentam estratégias em prol de aumentar a produção de bezerros de corte

Publicado em

No município de Cáceres, sudoeste de Mato Grosso, na última semana, os produtores da região se fizeram presentes em uma palestra dirigida pelo Francisco Manzi, diretor técnico da Associação dos Criadores de Mato Grosso (ACRIMAT). A reunião teve como pauta criar estratégias para aumentar a produção de bezerros de corte.

A palestra foi realizada como parte do projeto de Produção Sustentável de Bezerros, desenvolvido pela Acrimat em parceria com o IDH e Grupo Carrefour, com o intuito de fornecer ferramentas que permitam melhorar os resultados do segmento da cria nos aspectos econômicos e ambientais aos produtores de carne.

Segundo Francisco Manzi, a palestra tem como propósito debater detalhes sobre a “estação de monta”, que é uma importante ferramenta para os lucros da produção, principalmente para atingir o difícil objetivo do criador, que é atingir a meta de produzir um bezerro por ano.

“A estação de monta é o período que os reprodutores ficam com as fêmeas em reprodução para que os bezerros nasçam no período onde as matrizes possam parir na melhor condição corporal, tanto para produzirem bezerros saudáveis quanto para reconceber o mais rápido possível e seus produtos possam se desenvolver da melhor forma possível”, declara.

Leia Também:  Produção caseira de armas se dissemina via aplicativos de mensagens

Dentre os assuntos discutidos, também se destacou os aspectos nutricionais que tem como prioridade trazer eficiência aos pecuaristas e todos os fatores que podem acabar por influenciar no resultado final, sendo eles, o índice de perdas gestacionais e pós nascimento, índice de prenhez, e peso para a desmama. “Com esse número em mãos o produtor pode traçar as estratégias para ser cada vez mais eficiente”, afirmou Francisco Manzi.

A proposta pretende atender propriedades no Vale do Araguaia, nas cidades de Gaúcha do Norte, Paranatinga e Ribeirão Cascalheira, além das fazendas dos municípios de Poxoréu e de Cáceres, que também abrangem o projeto.

O objetivo é aperfeiçoar a qualidade dos bezerros produzidos, possibilitar a recuperação de Áreas de Preservação Permanente (APP), aumentar a produtividade dentro da propriedade e, assim, garantir melhor renda para todos os agentes da cadeia.

 

Fonte: AgroPlus

COMENTE ABAIXO:
Advertisement

AGRO & NEGÓCIOS

LDO é instrumento que orienta à elaboração fiscal do governo

Published

on

Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) é o primeiro instrumento que define o ciclo orçamentário que compõe o plano de trabalho de um governo. Esse documento detalha quais sãos as diretrizes à distribuição do orçamento. Ela tem duração de um ano e normalmente é aprovada no meio do ano, antes do recesso parlamentar de julho.   

Esse instrumento define, anualmente, as metas e prioridades do governo para o próximo ano. É a lei que estabelece as regras para a formatação da LOA e alcance das metas e desenvolvimento das ações previstas no PPA. Sua principal finalidade é orientar a elaboração dos orçamentos fiscal, da seguridade social e de investimento do Poder Público.   

A proposta deve ser encaminhada, anualmente, até 30 de maio, para a discussão e votação pelos parlamentares na Assembleia Legislativa. De acordo com a Constituição estadual, a sessão legislativa não será interrompida sem a aprovação do projeto de lei de diretrizes orçamentárias. Enquanto isso, para o Tribunal de Contas do Estado, a LDO deve ser enviada ao até o dia 31/12 do ano em que for aprovada, para vigorar no ano subsequente. 

Leia Também:  EUA: operação na casa de Trump fez aumentar ameaças a autoridades

 Ela compreenderá as metas e prioridades da Administração Pública, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei orçamentária anual, disporá justificadamente, sobre alterações na legislação tributária.  

De acordo com a Constituição do Estado de Mato Grosso, em seu artigo 164 e parágrafo 4º, as emendas ao projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias não poderão ser aprovadas quando forem incompatíveis com o Plano Plurianual.  

Antes de o governo elaborar a proposta, a equipe econômica e de planejamento realizam consultas públicas com participação popular, por meio de audiências públicas. Pode-se dizer que a LDO serve como um ajuste anual das metas colocadas pelo PPA. Entre as regras que ela define, por exemplo, está a despesa com pessoal e encargos sociais dos Poderes e órgãos autônomos.  

Fonte: ALMT

COMENTE ABAIXO:
Continue Reading

CIDADES

POLÍTICA MT

MATO GROSSO

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA