CARREGANDO

Escreva para pesquisar

Polícia

Acadepol e Plantão da Mulher levam ações preventivas e de formação sobre atendimento humanizado no nordeste do estado

Redação
Redação fev 16

Visitas são realizadas em municípios da Regional de Confresa

A equipe da Academia de Polícia (Acadepol) e do Plantão de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual de Cuiabá está nesta semana no município de Confresa (1.160 km a nordeste de Cuiabá) realizando diversas ações de prevenção e combate à violência contra a mulher. As ações integram a Operação Resguardo 2.

Na segunda-feira (14), as equipes da Acadepol e do Plantão de Atendimento a Vítimas de Violência Doméstica e Sexual realizaram uma blitz em Confresa, com a abordagem a homens e mulheres para falar sobre a prevenção e o combate a violência contra a mulher, além de distribuírem a cartilha da Polícia Civil que traz informações sobre o combate à violência doméstica e familiar.

Na terça-feira, a psicóloga da Acadepol, Jaqueline Vilalba e a delegada do Plantão da Mulher, Jannira Laranjeira, realizaram palestras aos policiais de Confresa abordando o tema violência doméstica. Na quarta-feira (16), o ciclo de palestra atendeu policiais dos municípios de Canabrava do Norte, Porto Alegre do Norte, Santa Terezinha e Vila Rica.

Durante a conversa com os policiais, a delegaa Jannira falou sobre a importância do atendimento humanizado e o cuidado com as vítimas em situação de violência para que elas não sejam revitimizadas no momento em que procuram por ajuda. 

Já a psicóloga Jaqueline explicou o que é e como funciona uma Rede de Enfrentamento à violência contra a mulher, citando como exemplo o trabalho desenvolvido em Várzea Grande, onde a rede está formada e operando para atender mulheres em situação de risco.

A Operação Resguardo é a maior ação de combate a crimes de violência contra a mulher no Brasil, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública com a participação de todas as Polícias Civis do País. A operação tem foco na conclusão de procedimentos policiais, cumprimentos de mandados de prisão e de buscas, checagem de denúncias e fiscalização do cumprimento de medidas protetivas. A PJC também está no Facebook, Flickr e Instagram.

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *